Vivenciando a arte na educação infantil

  • 0 Comentários

“Todo mundo que vê ou quem fala sobre a [minha] obra descobre uma liberdade muito grande, descobre uma sensação de espaço muito aberto, tudo aquilo que a gente sente pedalando. Então esta série de bicicletas eu adoro por causa disto, tem muito a ver com a minha vida.”
Daniele Henning (entrevista em 2011

Daniele Henning Leite Cavol é uma artista visual paranaense, nasceu de cidade Rio Negro e é formada pela Universidade Federal do Paraná.
Trabalhou muitos anos com arte e educação, dedicada a educação especial de crianças.

“Sua observação sensível do mundo vem do prazer dos seus passeios ao ar livre e da atenção que faz aos objetos que a circundam: cadeiras, maçãs ou bicicletas. É ciclista e gosta de pedalar e assim sua obra é metáfora poética do seu prazer transformado em exercícios do traço, de gestualidade e de grafite mural ou garatujas. Segundo a artista “a bicicleta sugere liberdade, leveza, movimento.”
Fernando Bini

Inspirados nos fragmentos de suas obras e em imagens alegres, festivas e coloridas elaboramos propostas que estão expostas em nossa sala para a apreciação da artista.

No dia 31 de maio foi o dia de receber a artista visual Daniele Henning em sala de aula para uma roda de conversa. Momento de muita conversa, interação e de fazer arte juntos.

A arte existe como expressão e como cultura. A arte como expressão é a capacidade de os indivíduos interpretarem suas ideias através das diferentes linguagens da arte. A arte como cultura trabalha o conhecimento da história, dos artistas que contribuem para a transformação da arte.
Além disso, as artes alargam a possibilidade de trabalhar diferentes códigos culturais. Pensando assim, a escola deve trabalhar com diversos códigos pois, ao tomar contato com essas diferenças, as crianças flexibilizam suas percepções visuais.

Turmas do Infantil 3

AmplaKids

Compartilhe nas Redes Sociais